Neste meu espaço aberto, está exposto um livro incompleto......

10
Dez 09

 

Eis - me só com meus pensamentos
Brancos negros e de mil cores
E é com eles e nos meus tempos
Que vou divagar sobre amores
 
São tempos meus, tu conheces
Como nuvens pairando no céu
Coisas nossas que reconheces
Mantos, lençóis e mesmo véus
 
De alma nua, cálida e transparente
Recordo agora outros pensamentos
Em que apenas fui sobrevivente
Não, não esqueço esses momentos
 
Mas só, eu  deixo hoje, aqui e agora
As palavras que apenas para ti querias
E com a tinta que um coração chora
Quero colorir as folhas de papel vazias
publicado por noitesemfim às 00:16

08
Dez 09

Corre no mundo das redes móveis esta msg.

 

A vida por vezes faz-nos pensar porque é que as pessoas são tão falsas ecomo é que consguem falar mal nas nossas costas se aparentemente se dão tão bem connosco?

Aì nós peguntamo-nos:

-"Onde estão os amigos?"

Eu, perante a pergunta, respondi:

 - "Os teus não sei, mas os meus estão de olhos postos no monitor a ler este texto" .

 

Desejos de um  excelente feriado.

publicado por noitesemfim às 15:42

10
Nov 09

 

Hoje eu falei com ela, não porque me apetecesse ou desejasse particularmente o seu convívio, mas porque ela me visitou uma vez mais.
Hoje eu enalteci-a, com a esperança de que ela partisse para sempre deste meu lugar e que ali renascessem sorrisos.
Hoje eu deixei-a soltar-se dentro de mim, mesmo quando as lágrimas rolaram e me queimaram o rosto.
Hoje eu respondi que sim, quando me perguntaram se era ela a minha companhia.
Hoje eu deixei-a ser dona de mim e do meu mundo
Hoje eu estive por longos momentos, com ela e apenas com ela.
Hoje eu senti-a tomar conta de mim.
Hoje eu dormiria com ela numa longa noite de amor, se fosse esta a nossa última noite.
Hoje depois dela adormecer vou fechar-lhe as portas, as minhas portas.
Amanhã ….
A tristeza terá partido.
publicado por noitesemfim às 22:28

05
Nov 09
 
Vem, fala-me baixinho
Para acalmar o meu coração
E com muito, muito carinho
Embala-me apenas em emoção
Olha, leva-me nos teus sonhos
E para eu dormir de um só sono
Aperta-me junto ao teu peito
E sussurra-me uma simples canção
Conforta-me somente com jeito
E para espantar meus medos
Encosta o teu corpo ao meu
Porque juntos nessa comunhão
Que é mistura de amor e paixão
Eu sei que acalmará meu coração

29
Out 09

Quando

As lágrimas te molharem a face

Lembra-te de mim

Porque

Eu queria poder secar-tas

 

Quando

A tristeza te bater à porta

Lembra-te de mim

Porque

Eu queria fazer-te sorrir

 

Quando

A solidão te doer

Lembra-te de mim

Porque

Eu queria dar-te a mão

 

Quando

Um sonho de esperança te surgir

Lembra-te de mim

Porque

Eu queria fazer parte desse sonho

 

Quando

Porventura pensares que tudo é nada

Lembra-te de mim

Porque

Eu queria que sejas tudo

 

Quando

A noite invadir o teu dia

Lembra-te de mim

Porque

Eu queria poder ser o teu sol

 

Quando

Te assaltarem as dúvidas

Lembra-te de mim

Porque

Eu queria ser uma certeza

 

Porque

Quando eu não sei onde estou

Porque

Quando eu não sei quem sou

Porque

Quando eu não sei como sou

Porque

Quando eu não sei como vou

 

É para ti que eu voo

publicado por noitesemfim às 01:22

19
Out 09

Sem guia que não seja eu, voo agora em direcção ao desconhecido e sem medo.

Não limito os meus passos para viver o momento, que sendo este ou aquele e mesmo vivido com intensidade louca é limitativo.

Não, eu projecto os meus passos em frente, para a frente, porque o amanhã existe.

Viver o momento presente e apenas este, mesmo que de forma intensa, é quase como ter perdido a esperança de que amanhã ainda sentimos, é como que ter fechado coração ou não acreditar nele.

Procuro então, que o momento seja belo e mesmo que a tormenta o ensombre, dou-lhe a cor, o sal ou o mel que o transforme e dê sentido.

E por mim só, admito nele, no momento, quem me queira acompanhar, não só no imediato mas no futuro próximo ou longínquo.

É assim que a vida tem sentido.

 

 

“Na liberdade dos meus sonhos, está inclusa a pena, que colocada na minha mão, transcreve os meus desejos.”

 

publicado por noitesemfim às 22:01

18
Out 09

 

 

 

(Por favor desligar a caixa de músca)

 

 

Dedicatória

 

A quem sempre me amou, a quem alguma vez me amou, a quem me ama e a quem algum dia queira amar-me. 

publicado por noitesemfim às 15:34

16
Out 09

 

Vem, sim vem
Encosta-te no meu peito
E conta-me
Conta-me os meus segredos
Os segredos sempre revelados
No espelho azul dos meus olhos
Esse azul a que chamaste mar
Onde sempre te deleitas-te
Em sonhos, disseste tu.
Eu, eu acalmo a respiração
E embalar-te-ei em palavras.
Palavras minhas, de dentro deste mar
Dizendo-te assim:
“É dentro de mim que tu moras”
E ao dizer-te "Amo-te”, significa
Ouvires-me dizer
Para toda minha eternidade
Nos teus gestos,
No teu sorriso,
Na tua voz,
Nas tuas lágrimas mesmo
E sempre que te volte a dizer “Amo-te”, significa
Amo-te naquilo que és!
Sim, é em tudo
No ar que respiras ou simplesmente
Sempre que um pássaro cante,
Ao alvorecer ou ao crepúsculo,
Sempre que tempestade se levante
Ou mesmo que a luz do mundo se acabe,
Encosta-te no meu peito
Revela-me os meus segredos
Porque
“É dentro de mim que tu moras”

06
Set 09

Andei um dia sem rumo

Olhei-me sem nada, tudo tendo

Nada queria, nada importava

Amizades, palavras, sorrisos

Tudo ao vento larguei

Apenas a dor e o desespero

Tomando forma, foram

Correram rios face abaixo

Inundando peito e secando

Quase estéril o coração

De leve batia, mas não parando

Pancadas leves soaram

Ganharam força e ecoam

Repicaram sinos por montes e vales

Renasceram flores e árvores

Que outrora definharam

E agora na distância

Passa o Tempo infindavel

Vão a noites tendo um fim

Ganha a vida som e côr 

Acendeu-se uma luz em mim

 

publicado por noitesemfim às 20:43

05
Set 09

Voei um dia nas asas de um desejo

Simples, singelo, de afagar um rosto

E nesse desejo, como em mar flutuei 

Amarras soltas e em nuvens dormi

Preso depois, a outros desejos

Profundos, belos, desejos, enfim

Sonhos feitos, promessas e devaneios

Pressas e calmas, montes e vales

Verdes esperanças, vermelhos receios

Mil cores povoam dias e noites

 

Voei um dia nas asas de um desejo

Simples singelo, de afagar um rosto

Do rosto surgiu a mão, o colo e o corpo

E dos lábios surgiu o inteiro desejo

Que muda um adeus num até logo

Transforma um instante em momentos

Desejos a prolongar em resto de vida

A vida a rolar lentamente na ausência

A correr nos fugazes momentos

Em que mil cores povoam dias e noites. 

 

 

 

publicado por noitesemfim às 22:21

Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
pesquisar
 

View My Stats