Neste meu espaço aberto, está exposto um livro incompleto......

06
Jun 09

Gosto de ler, sempre gostei desde os tempos em que comecei a ter nas minhas, então pequenas mãos, um livro. Um livro é ainda hoje um companheiro inseparável das minhas noites, das que durmo e mais daquelas em que o não posso fazer. Não posso precisar quantas páginas de quantos livros, já terei vincado, quer tenha sido no canto inferior direito ou superior esquerdo ou em qualquer dos cantos. Por força de circunstâncias várias, uma delas as prateleiras cheias, cheguei a ter uma "montanha" de livros na mesinha de cabeceira, hoje não, arrumei-os numa pilha a partir do chão até que outros lhe façam companhia e a altura da pirâmide não lhe permita equilibrio e então vão mesmo para a inevitável caixa de cartão.

Numa das minhas deambulações pela casa tropecei na  pilha de livros e um dos que ficou desalinhado chamou-me particularmente á atenção não por relembrar de imediato do conteúdo, essa memória veio depois, mas apenas pelo título " As palavras que nunca te direi" de Nicholas Sparks.  Soube de imediato que o seu conteúdo tinha passagens com que me identifico hoje, agora, neste instante e nos instantes que tem sido a minha vida de há um tempo. Não por idênticas razões.

amor entre os seres humanos que o livro retracta é fortuito, sem limites, sem constrangimentos, é afinal de tudo intemporal.

Sem presunção, talvez tenha o condão de aguçar o apetite a algum "bloguista" que por ventura leia este post, um dia.

  

 

 

publicado por noitesemfim às 22:42

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12

16
17
18

21
23
24
25
26
27



mais sobre mim
blogs SAPO
pesquisar