Neste meu espaço aberto, está exposto um livro incompleto......

07
Jul 09

Sem saber como, a escuridão invadiu o mundo, apesar do luar espelhado, do brilho das estrelas cintilantes e do sol escaldante quando dia é.

É como cegar vendo, um desfilar de vida sem destino, um destino sem local de paragem, qual mar tão profundo que não permite a ancoragem.

Sem causa para defender, mantem-se o ser no limbo de onde não há hora nem tempo para escapar. É como flutuar em mar morto sem terra à vista, apenas agarrado à tábua invisivel que não nos deixa afundar. Golfadas de salgada água entram a jorro sabendo como fel do mais amargo.

E sem razão, a espera tem esperança, como que contariando as forças da natureza, aquelas que o homem não domina. 

Definham orgãos, teimando a vontade em não ceder, mantendo vida no quase acabado ser.

Mas sabe-se que súbitamente surgirá a mudança e no menor e mais breve espaço de tempo, num ápice, num lapso de tempo, incontornavelmente impulsionado pela razão da causa que de justa se intitula a tempestade vai acontecer.  

publicado por noitesemfim às 23:01

Está lindo, meu amigo

E quando tudo parece ter acabado na escuridão, surge uma nesga de luz que te devolve à vida

Bjo e Xi-kor apertado

Margarida
MIGUXA a 8 de Julho de 2009 às 20:31

Belas palavras.

A escuridão envolve-me, que seja breve
Que subitamente a luz inunde a vida
Restará eternamemte a esperança breve
Dum sorriso de um olhar duma palavra querida

Bj
noitesemfim a 8 de Julho de 2009 às 22:30

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

13

19
21
24
25

30


mais sobre mim
blogs SAPO
pesquisar