Neste meu espaço aberto, está exposto um livro incompleto......

28
Jun 09

 

 

 

É tarde na noite, lá fora chove, ia deitar-me e súbitamente lembrei-me de abrir o blog na convicção de que há sempre um noctivago como eu, que se lembra de colocar umas palavras, muitas delas sábias, comentando algo, que com mais ou menos inspiração vou transportando para esta tela. 

Valeu a pena e esta mais valia despertou-me, não só da letragia do cansaço mas tambem para as coisas que valem ou valeram a pena serem vividas.

Valeu a pena ter vivido o que vivi, é refrão de fado também, mas valeu a pena ter visto o mundo com os olhos meus e os seus.

Valeu a pena ter sentido o que senti, valeu a pena ter-lhe sentido o pulsar do coração.

Valeu a pena ter amado como amei, valeu a pena ter tido a sua paixão na minha pele.

Valeu a pena ter profiado como fiz, valeu a pena ter-lhe até acariciado o cabelo.

Valeu a pena ter passado o que passei, valeu a pena ter com ela um passado.

Valeu a pena ter lutado o que lutei, valeu a pena ter-lhe sentido as dores do parto.

Valeu a pena ter sofrido o que sofri, porque outras dores hei-de ter mas nunca iguais.

 

Por aqui vou ficando, parafraseando o poeta:

Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena. 

 

E a minha não é.

 

PS: Deixo aqui os meus sinceros agradecimentos ao leitor silencioso do meu blog por me ter despertado com o comentário 

 

publicado por noitesemfim às 04:38

Olá,
tudo vale a pena na nossa vida desde que esta seja "mesmo" vivida e não observada.
Conquistaste-me (amizade)...lol...faço questão de passar por cá!
Bjinho
voosdeborboleta a 28 de Junho de 2009 às 14:00

Sou até capaz de ser um bom conversador on line!
Se tuveres a tentação experimentemos.

Obrigado pela visita
noitesemfim a 28 de Junho de 2009 às 18:55

Sabes que vale sempre a pena nem que seja pelo que ficou, pelo que sentimos, pelo que tivemos.
E, sobretudo, pelas memorias que guardamos.

Beijinhos
Marta a 28 de Junho de 2009 às 20:14

Sábias palavras, obrigado.
Mas os sonhos tornam-se pesadelos enquanto não se arrumam na gaveta e quando o tempo foi tanto tempo e se é um sonhador acordar é doloroso.
A letargia é uma passagem para a outra margem. Há que nadar conta ventos e marés
Volta sempre.
noitesemfim a 28 de Junho de 2009 às 21:02

Olá João,

É o doce recordar de momentos que jamais vão sair do teu coração...

È bom, é sinal que existiram e que não podem ser negados...

Xi-kor
Margarida
MIGUXA a 28 de Junho de 2009 às 21:21

Margarida, tens toda a razão do mundo, jamais sairão de mim. Valeram a pena, claro que sim.
Intuitivamente penso que o jamais é mesmo assim até à eternidade. Obstinação, teimosia ou apenas conhecimento de mim próprio.

Obrigado pelas tua palavras....são de quem sabe.

Beijo

João
noitesemfim a 29 de Junho de 2009 às 00:20

João
Vim desejar uma boa noite e agradecer o comentário feito no blog que dedico aos meus pais que já partiram. Sei que tb sabes o que é a dor de perder quem nos trouxe ao mundo, para mim foi a minha melhor amiga. enfim é a vida, engraçado ainda consigo ter mais 4 anos do que tu hehehe bj e boa semana
TiBéu ( Isa) a 28 de Junho de 2009 às 23:59

Olá TiBéu , não precisas agradecer foi com sentido pesar que comunguei da tua dor e te escrevi aquelas palavras.
Pois é, és mais idosa que eu, sou ainda um rapazinho novo (loll )
Boa semana

João
noitesemfim a 29 de Junho de 2009 às 00:27

E ja diria um querido amigo meu:" e mai nada"!!!
Ass: Eu
mesmo (m)eu a 5 de Julho de 2009 às 22:24

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12

16
17
18

21
23
24
25
26
27



mais sobre mim
blogs SAPO
pesquisar