Neste meu espaço aberto, está exposto um livro incompleto......

03
Jun 09

Começo este blog, este espaço de escrita livre com uma simples palavra que encerra em si própria indefinição, seja ela seguida de um ponto de interrogação ou não.

Então não é que subitamente a esta hora já quase manhã e não quase noite, me deu na gana escrever e porquê?

Será que persigo a ousadia diária dos que lutam e labutam contra moinhos de vento, a teimosia que a esta hora da noite impulsiona os incautos a prosseguirem em recambolescas caminhadas, procurando o arco-iris ao sol nascente, quias apaixonados à espera da sua amada que há-de surgir?

Foi apenas um impulso? Não, foi a amadurecer, quase até à queda, das palavras que se enrolavam em turbilhão na minha mente. É como gritar num campo imenso e só, num campo de solidão. E que pode afinal acontecer a estas palavras senão tão semelhante destino, se por niguém forem lidas? Ficam sós, esquecidas, incompletas por não terem sido sequer olhadas.

Mas tantas palavras assim há! E porquê? Afinal, a vida na sua imensidão ou pequenez reservanos sempre um sentido, um destino, um rumo sem consigamos tantas vezes descobrir porquê? 

publicado por noitesemfim às 20:25

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12

16
17
18

21
23
24
25
26
27



mais sobre mim
blogs SAPO
pesquisar