Neste meu espaço aberto, está exposto um livro incompleto......

12
Mai 10

  ..../....

 

Eu tenho amarras, amarras muito profundas e quando uma se parte logo outra toma o seu lugar e assim este navio que serei permanece ancorado por muito tempo, tanto tempo que permite que no seu casco formem lares, os seres que habitam os oceanos onde navego.

 

Mas num tempo que não é certo, por nunca o tempo o ser, partem-se as amarras e vou vogando ao sabor do vento para noutro mar fundear e novamente ancorar.

 

Sei que corro o risco de novamente as amarras se tornarem sólidas quase da têmpera do aço e novamente ali permanecer por tempos infindos e tempo é coisa que não me resta pois preciso navegar.

 

 

..../....

publicado por noitesemfim às 16:22
tags:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
pesquisar
 
subscrever feeds