Neste meu espaço aberto, está exposto um livro incompleto......

23
Ago 09

Dos meus olhos emanam

 

Claros reflexos da minha alma

Dos meus sonhos e emoções

Desta alma que revela passsado

De outra vida, tempos, desejos

Desta alma brotam segredos

Calados, quietos, lá no fundo

Outrora receios, covardes medos

De viver a vida, deste mundo

 

Do azul dos meus olhos emanam

Também lágrimas, tristeza e dor

E misteriosos sorrisos

Que transportam missivas novas

São os reflexos da minha alma

Tantas vezes a contradição

Entre o que quero e o que desejo

Os impossiveis sonhos, quimeras

Entre o possivel que tenho e vejo

 

E dos meus olhos emanam

Mil promessas do que agora sou

Um ser novo, renovado, imune

E ao mesmo tempo frágil como cristal

E navego em águas profundas

De mares multicores

E sinto que sei, sim, eu sei

Sei de onde vou, sei até quem sou 

 

E dos meus olhos que emanam

Os reflexos da minha alma, verás

O amor que sinto, que nos une

Como o verde em campo de flores

De onde exala o teu perfume

Em explosão de mil sons e cores

Que me excitam, inebriam, transportam

Em viagens de maravilhosa esperança 

Eu e os meus olhos esperamos

 

 

publicado por noitesemfim às 14:11

Perfume de mulher
Que te entra na alma, que queres e desejas
Nos teus olhos há o querer
A esperança que almejas.
E num campo vesde de flores
Tu aguardas, cantando aos teus amores.
Neste poema, onde te encontro feliz
Onde soltas teu desejo, crescendo raiz.

É belo , o que aqui li
abraço
natalia
rosafogo a 23 de Agosto de 2009 às 18:54

Sê bem vinda a este meu "livro" Natália.

Tens o condão de o enriquecer com as tua palavras e por isso o meu muito obrigado.

Um abraço

João
noitesemfim a 23 de Agosto de 2009 às 23:58

Olá passei para retribuir a tua visita e dizer-te que adorei este poema. Vou voltar mais vezes.

Bjs fofos
blogando-me1 a 24 de Agosto de 2009 às 00:26

Obrigado pela tua visita. Fico contente por teres gostado.
Serás sempre bem vinda a este "livro" em construção.

Um beijo
noitesemfim a 24 de Agosto de 2009 às 02:07

Às vezes não há nada como nos sentirmos renovados e conseguirmos ver a nossa vida com outras cores e tonalidades.
Sinto-te como brisa fresca em inicio de Primavera, solto como um pássaro que deixou de voar e decide abrir as asas num novo voo :)
Beijo enorme para ti
Sheila a 24 de Agosto de 2009 às 01:18

Tal como a águia.....
E a força do meu adejar pode levar quem quiserver o mundo de dimensão nova.

Um beijo
noitesemfim a 24 de Agosto de 2009 às 02:09

Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
14

18
19
20
21

25
26
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
pesquisar