Neste meu espaço aberto, está exposto um livro incompleto......

11
Ago 10

FOR YOUR EYES ONLY

 

Sinto que estás perto do sonho

Olha, estica a tua mão e segura-o

Não, não o deixes ser fumo

E nem água, nem areia

Que nenhuma mão segura

Eu,eu escrevo com uma parte do meu corpo

A que me há-de um dia, fazer sucumbir

É dali que jorram as palavras

E depois é só por pontos e virgulas

E às nem isso faço, não há tempo

Mas agora penso e claramente vejo

Tenho o que preciso

De seguida interrogo-me, mas tenho eu o que quero?

Será que sempre fui e nunca fui

Que ainda sou e nunca serei

Sempre que estou e não me encontro

Mas agora sou, sim agora sou

Não porque queira apenas ser

Mas porque me impele a natureza

E nem a desdita me fará recuar

Venha uma tempestade ou mesmo mil que sejam

Esperarei pela bonança porque ela sempre chega

Sempre!

publicado por noitesemfim às 15:23
tags:

 

Este calor que queima por dentro

Não acalma nesta chuva que abrasa

Deixo escorrer a água pelo corpo

Encharco até os sentidos

E desnudo-me perante a noite

Sopra cálido vento nesta enseada

E nela se reflectem as estrelas

Mas é uma chuva morna

Da qual escorrem lentamente

Pequenos segredos que não encaixam

Não importa e nem interessa, eu sei

O importante era recolhê-los, colá-los

Fazer de pequenos, apenas um, grande

E depois, depois abri-lo, revelá-lo

Deixá-lo não ser segredo, mas despontar

À luz do sol, da lua ou das estrelas

Mas esta vontade não é constante

Tem tempos, sempre teve e tem

Como eu tenho momentos, ela os tem

Quem sabe, talvez um dia

Quem sabe?

Só eu saberei mas ainda não

Sinto que agora não é o tempo

E dói

publicado por noitesemfim às 12:31

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
pesquisar
 
subscrever feeds