Neste meu espaço aberto, está exposto um livro incompleto......

28
Jun 09

 

 

 

É tarde na noite, lá fora chove, ia deitar-me e súbitamente lembrei-me de abrir o blog na convicção de que há sempre um noctivago como eu, que se lembra de colocar umas palavras, muitas delas sábias, comentando algo, que com mais ou menos inspiração vou transportando para esta tela. 

Valeu a pena e esta mais valia despertou-me, não só da letragia do cansaço mas tambem para as coisas que valem ou valeram a pena serem vividas.

Valeu a pena ter vivido o que vivi, é refrão de fado também, mas valeu a pena ter visto o mundo com os olhos meus e os seus.

Valeu a pena ter sentido o que senti, valeu a pena ter-lhe sentido o pulsar do coração.

Valeu a pena ter amado como amei, valeu a pena ter tido a sua paixão na minha pele.

Valeu a pena ter profiado como fiz, valeu a pena ter-lhe até acariciado o cabelo.

Valeu a pena ter passado o que passei, valeu a pena ter com ela um passado.

Valeu a pena ter lutado o que lutei, valeu a pena ter-lhe sentido as dores do parto.

Valeu a pena ter sofrido o que sofri, porque outras dores hei-de ter mas nunca iguais.

 

Por aqui vou ficando, parafraseando o poeta:

Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena. 

 

E a minha não é.

 

PS: Deixo aqui os meus sinceros agradecimentos ao leitor silencioso do meu blog por me ter despertado com o comentário 

 

publicado por noitesemfim às 04:38

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12

16
17
18

21
23
24
25
26
27



mais sobre mim
blogs SAPO
pesquisar
 
subscrever feeds