Neste meu espaço aberto, está exposto um livro incompleto......

15
Jul 09

De sorte, Maria entrou, acolheu o chamamento, o apelo à fuga à solidão.

Devagar, pé-ante-pé, passinhos curtos como quem atravessa a vau um rio sem lhe conhecer os baixios, sem lhe conhecer as correntes, ou as manhas.

Depois, levada pelo suave marulhar das água calmas, deixou-se embalar, despiu um pouco a alma, estendendo sem medo o corpo na tepidez da corrente e fez-se Luisa.

De sorte, à sorte de uma companhia atormentada no momento, foi-lhe dado fragmento duma vida, ao conhecimento.

De sorte soube ler, constrangimento sentiu. 

Despiu-se um pouco mais, expondo dor passada, não esquecida certamente, como quem segura o seu próprio livro e o vai folheando para outrém ler, porque crê que o saberá.

De sorte, a sorte sorriu e por breves momentos a solidão partiu. 
De sorte.  

      

publicado por noitesemfim às 03:59

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

13

19
21
24
25

30


mais sobre mim
blogs SAPO
pesquisar
 
subscrever feeds