Neste meu espaço aberto, está exposto um livro incompleto......

30
Jun 09

Que Feliz Destino o Meu

 

 

MOTE

«Que feliz destino o meu
Desde a hora em que te vi;
Julgo até que estou no céu
Quando estou ao pé de ti.»

GLOSAS

Se Deus te deu, com certeza,
Tanta luz, tanta pureza,
P'rò meu destino ser teu,
Deu-me tudo quanto eu queria
E nem tanto eu merecia...
Que feliz destino o meu!   

Às vezes até suponho
Que vejo através dum sonho
Um mundo onde não vivi.
Porque não vivi outrora
A vida que vivo agora
Desde a hora em que te vi.

Sofro enquanto não te veja
Ao meu lado na igreja,
Envolta num lindo véu.
Ver então que te pertenço,
Oh! Meu Deus, quando assim penso,
Julgo até que 'stou no céu.

É no teu olhar tão puro
Que vou lendo o meu futuro,
Pois o passado esqueci;
E fico recompensado
Da perda desse passado
Quando estou ao pé de ti.

António Aleixo in Este Livro que Vos Deixo

publicado por noitesemfim às 00:13

Belos versos
Boa escolha, João!!!

Será que reflectem já o teu "Começar de novo" ...Se assim fôr...Sê feliz!!!Por que esta passagem é tão curta...

Xi-kor
Margarida
MIGUXA a 1 de Julho de 2009 às 01:27

Na realidade podemos interpretar o poeta de uma, duas ou muiltiplas maneiras.
Há um recomeçar de novo que refere uma nova vida com "outro" olhar, mas se atentarmos bem o poeta pode estar a referir-se ao mesmo olhar mas numa visão nova.
Realmente a vida, "a passagem" é curta.
Sê feliz tabém, ama quem te ama e escuta-te a ti própria. Por vezes é preciso "fechar" os olhos ao mundo que nos envolve.

Bjs
noitesemfim a 1 de Julho de 2009 às 12:46

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12

16
17
18

21
23
24
25
26
27



mais sobre mim
blogs SAPO
pesquisar
 

View My Stats